Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Inclusão

Professores do IFG participam da elaboração de documento do MEC sobre educação inclusiva

O diretor-executivo do IFG, Adelino Candido Pimenta (centro), participou da abertura da reunião como reitor substituto da Instituição

  • Criado: Quinta, 18 de Maio de 2017, 16h08
  • Última atualização em Segunda, 29 de Maio de 2017, 10h13
O assessor especial para Inclusão Social Produtiva e Diversidade na Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Franclin Nascimento (à esquerda), com a professora Waléria Vaz, o diretor-executivo do IFG e reitor substituto, professor Adelino Pimenta, o pró-reitor de Administração, Ubaldo Eleutério, e professor Thiago Aguiar
O assessor especial para Inclusão Social Produtiva e Diversidade na Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Franclin Nascimento (à esquerda), com a professora Waléria Vaz, o diretor-executivo do IFG e reitor substituto, professor Adelino Pimenta, o pró-reitor de Administração, Ubaldo Eleutério, e professor Thiago Aguiar

O Instituto Federal de Goiás está participando das discussões, junto ao Ministério da Educação, para definição de ações integradas relativas à inclusão e diversidade. Os professores Waléria Batista da Silva Vaz Mendes e Thiago Cardoso Aguiar, do curso de Pedagogia Bilíngue, estão reunidos nesta quarta e quinta-feira, 17 e 18 de maio, com o assessor especial para Inclusão Social Produtiva e Diversidade na Educação Profissional e Tecnológica, da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC/MEC), Franclin Nascimento, e com representantes de outras instituições públicas que atuam na área de educação inclusiva no Brasil para a elaboração de documento sobre o assunto. O diretor-executivo do IFG, professor Adelino Candido Pimenta, participou da abertura da reunião como reitor substituto da Instituição. Estava também na abertura do encontro o pró-reitor de Administração, Ubaldo Eleutério.

“Criaremos um documento orientador sobre a política de educação inclusiva integrada entre SETEC e SECADI para a Rede Federal”, destaca a professora Waléria Vaz.

A base das discussões é a Lei n° 13.146/15, a chamada Lei Brasileira da Inclusão, que estabelece regras e orientações para assegurar e promover o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoa com deficiência, visando à sua inclusão social e cidadania. A reunião está proporcionando uma retomada na discussão de ações integradas envolvendo a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI) e a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC). A professora Waléria Batista da Silva Vaz Mendes explica que a discussão está sendo resgatada pelo Departamento de Políticas de Educação Infantil e Ensino Fundamental (DPE) e avalia que a iniciativa é muito importante porque, segundo ela, as questões sobre Educação Inclusiva no MEC estavam esquecidas desde 2011.

“Criaremos um documento orientador sobre a política de educação inclusiva integrada entre SETEC e SECADI para a Rede Federal”, destaca a professora Waléria, que participou do projeto de criação do curso de Pedagogia Bilíngue no IFG e foi a primeira coordenadora do curso, instituído em 2015 no IFG e o primeiro do Brasil na modalidade presencial. O escopo do documento deve ficar pronto até o final do encontro.

Estão participando também das discussões, representantes do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), Marcelo Ferreira de Vasconcelos Cavalcanti; do Instituto Benjamin Constant (IBC), órgão ligado ao MEC e referência na área da deficiência visual, João Ricardo Melo Figueiredo; do Colégio Pedro II, Vera Maria Ferreira Rodrigues; dos Institutos Federais de Educação de Brasília, Paraná, Triângulo Mineiro e Amazonas; da Diretoria de Políticas Especiais da SECADI, José Rafael de Miranda, e das seguintes coordenações do MEC: Política Pedagógica da Educação Especial, José Rafael Miranda, Política de Acessibilidade na Escola, Iêdes Soares Braga, e Articulação da Política de Inclusão nos Sistemas de Ensino, Linair Moura Barros Martins.

 

Coordenação de Comunicação Social e Eventos – Câmpus Aparecida de Goiânia.

Fim do conteúdo da página