Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página

Agroecologia

Câmpus Cidade de Goiás terá Núcleo de Pesquisa em Agroecologia

Criado: Quinta, 23 de Novembro de 2017, 11h58 | Última atualização em Sexta, 24 de Novembro de 2017, 11h42

O projeto do Tecnólogo em Agroecologia, Carlos de Melo, foi aprovado em edital do CNPq

O IFG-câmpus Cidade de Goiás teve projeto aprovado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) que prevê recursos para a manutenção de núcleos de pesquisa e centros vocacionais tecnológicos em agroecologia. A iniciativa foi do Tecnólogo Carlos de Melo que desenvolveu a pesquisa em parceria com a professora Warde Fonseca Zang do câmpus Goiânia, que também teve projeto aprovado no mesmo edital para a criação de centro vocacional.

 Segundo Carlos, para Goiás, foram aprovados recursos destinados a bolsas, capital e custeio para a criação de um Núcleo de Estudo e Pesquisa em Agroecologia e Agroecossistema (NEPAA). “Agora esperamos o CNPq liberar as datas para assinar os contratos do projeto”. Estão previstas atividades de pesquisa relacionadas a sistemas agroflorestais e extrativismo no Cerrado, além de ações de extensão junto aos agricultores familiares da região como a oferta de cursos de formação. “Todas as atividades serão realizadas em conjunto com a comunidade da Cidade de Goiás e região do rio vermelho, além de contar com diversos parceiros fundamentais como Comissão Pastoral da Terra (CPT), GWATA da Universidade Estadual de Goiás (UEG), e Universidade Federal de Goiás (UFG)/Campus Goiás e Goiânia, Núcleo de Pesquisa e Extensão em Tecnologias de Processos Sustentáveis – NUPTECS e o Mestrado de mesmo nome do IFG e Mestrado de Recursos Naturais do Cerrado da UEG/Campus Anápolis”, explica Carlos. O núcleo também terá participação direta dos alunos do curso técnico integrado em Agroecologia realizando atividades de pesquisa e extensão.

O projeto do câmpus Goiânia prevê a criação de centro vocacional tecnológico em Agroecologia com cursos de formação inicial e continuada (FICs) para mulheres no campo com parceria de campus do IFG e a UFG, para integrar atividades de extensão tecnológica e rural na pesquisa aplicada, educação profissional e tecnológica, voltados à construção e socialização de conhecimentos e técnicas relacionados à Agroecologia e à Produção Orgânica, bem como à promoção dos Sistemas Orgânicos de Produção na Região Centro-Oeste. O projeto da prof. Warde também foi submetido e aprovado também pelo Conselho Britanico/Newton Fund - Institutional Links.

 

Comunicação Social/câmpus Cidade de Goiás


Fim do conteúdo da página