Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
vídeos

IFG Acessível em Libras traz informações sobre autocuidado e o combate à violência doméstica

Terceira série de vídeos já está disponível no perfil do IFG no YouTube

  • Criado: Segunda, 14 de Setembro de 2020, 17h53
  • Última atualização em Quarta, 23 de Setembro de 2020, 10h44

 

Os dois vídeos mais recentes do Projeto IFG Acessível em Libras já estão disponíveis no perfil do YouTube do Instituto Federal de Goiás. Ainda dentro do contexto da pandemia do novo coronavírus, esta terceira série de vídeos apresenta os seguintes títulos: Cuidando de Si e Combatendo a Violência Doméstica. No primeiro, a nutricionista Daniela Fernandes Torralbo traz informações sobre alimentação, nutrição e autocuidado. No segundo vídeo, a delegada Paula Meotti fala sobre a Lei Maria da Penha, o trabalho da Delegacia da Mulher e o combate à violência doméstica. 

Todo o trabalho do IFG Acessível em Libras, que conta com recursos da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, envolve professores e intérpretes de Libras, profissionais da saúde e servidores de diversas áreas. O projeto, que foi analisado e selecionado por um comitê interno para ser financiado pela Instituição, conta com a participação de sete câmpus: Inhumas, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Formosa, Goiânia, Itumbiara e Jataí.

Direito à informação

Segundo a coordenadora-geral do projeto, professora Thaysa Romanhol, do Câmpus Inhumas, “o IFG Acessível em Libras foi criado para que o direito à informação, assegurado pela nossa Constituição Federal, possa ser ampliado para comunidade surda goianiense e brasileira”. Para a docente, “em uma sociedade democrática, o direito à informação é considerado fundamental a todos. Logo, a comunidade surda tem direito à acessibilidade de conteúdos e informações em Língua Brasileira de Sinais-Libras”.

Além da disponibilização de cinco séries de vídeos em Libras relacionados ao tema da Covid-19 e seus impactos sociais, o projeto prevê o aplicativo “IFG Acessível em Libras”. Nele, será possível o acesso a todos os conteúdos produzidos e, numa segunda fase, a comunicação, fórum e interação entre os usuários. São responsáveis pelo desenvolvimento do aplicativo os professores do Câmpus Inhumas Nisval Ferreira Guimarães e Elymar Pereira Cabral e o bolsista Wellison Henrique de Sousa. 

Clique aqui e acesse os novos vídeos que foram disponibilizados no YouTube do IFG.

 

Saiba mais:

Projeto IFG Acessível em Libras disponibiliza série temática abordando a Covid-19 e seus impactos sociais

Projeto IFG Acessível em Libras divulga 2ª série de vídeos abordando a pandemia do novo coronavírus

 

Com informações da Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

Fim do conteúdo da página