Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Encontro EJA

Permanência, êxito, currículo, evasão, formação docente são temas discutidos no último dia do Encontro da EJA Integrada

Mesas-redondas e rodas de conversas foram transmitidas pelo YouTube e podem ser conferidas no canal da EaD IFG

  • Criado: Sexta, 19 de Novembro de 2021, 15h01
  • Última atualização em Quarta, 01 de Dezembro de 2021, 16h33
Lemuel da Cruz Gandara (IFG), Silvia Maria Stering (IFMT), Luciano Rodrigues Duarte (IFMS) e Adriano S. B. de Oliveira (IFB) participam de roda de conversa
Lemuel da Cruz Gandara (IFG), Silvia Maria Stering (IFMT), Luciano Rodrigues Duarte (IFMS) e Adriano S. B. de Oliveira (IFB) participam de roda de conversa

Discussões sobre permanência, êxito, evasão, currículo, formação e uso de tecnologias foram alguns dos temas que estiveram presentes no último dia do I Encontro do Centro-Oeste dos Projetos da EJA Integrada – EPT. O evento, durante dois dias, reuniu quatro Institutos Federais do Centro-Oeste (IFG, IFB, IFMT e IFMS) e escolas da região, promovendo uma importante e necessária discussão sobre a Educação de Jovens e Adultos e a Educação Profissional e Tecnológica. Ao longo do Encontro, os participantes, em muitos momentos, buscaram chamar atenção para o tema do evento, mostrando por que é importante defender a construção da Política de Formação Integral e Integrada da EJA/EPT no país.

A programação desta quinta-feira foi iniciada às 10h, com a realização de uma mesa-redonda sobre os Fóruns de EJA do Brasil. Na atividade, a professora Maria Luiza Pinho Pereira (UnB) e o professor Rones de Deus Paranhos (UFG) falaram sobre os Fóruns de EJA e sobre a trajetória da Educação de Jovens e Adultos no Brasil. Os docentes enfatizaram a importância dos momentos de lutas e resistência de movimentos sociais por políticas públicas que buscam o compromisso da oferta de uma educação pública, gratuita e de qualidade, voltada para a emancipação do cidadão. A atividade está disponível no canal da EaD IFG: https://www.youtube.com/watch?v=Qf_ztXd-11Y

 

Educação: mecanismo de transformação

A segunda atividade do dia foi uma roda de conversa, realizada às 14h30. Dela, participaram professores da EJA/EPT do IFG, IFMT, IFMS e IFB. Luciana Klamt, pedagoga e pró-reitora de Ensino do IFMT, foi a mediadora da atividade. Na roda de conversa, Lemuel da Cruz Gandara (IFG), Silvia Maria Stering (IFMT), Luciano Rodrigues Duarte (IFMS) e Adriano S. B. de Oliveira (IFB) falaram um pouco sobre suas práticas docentes tendo a EJA como centro de suas reflexões. Lembrando que estamos em processo de formação constante, os docentes destacaram, em muitos momentos, a importância de Paulo Freire e ressaltaram o poder transformador da educação.

Lemuel Gandara falou sobre alguns de seus trabalhos na área da EJA no IFG e se lembrou da sua trajetória, mostrando como a educação mudou a sua vida. Silvia Stering corroborou esse posicionamento acerca do poder da educação em sua fala e reiterou: “a educação consiste em um mecanismo de transformação de vida”. A professora também falou da importância de lidar com os muitos desafios no cenário atual da EJA no país.

Luciano Duarte, em sua fala, retomando essa questão dos desafios no âmbito da EJA/EPT, buscou alertar sobre a Resolução de 28 de maio de 2021, que instituiu Diretrizes Operacionais para a Educação de Jovens e Adultos nos aspectos relativos ao seu alinhamento à Política Nacional de Alfabetização (PNA) e à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e Educação de Jovens e Adultos a Distância. O professor falou sobre o percurso que gerou a criação dessa Resolução e alertou sobre o perigo dessas diretrizes: “precisamos militar pela EJA, buscando uma educação que emancipe”, ressaltou o docente.

Adriano, professor do IFB, em sua apresentação, reforçou a importância de Paulo Freire e chamou atenção para o direito à educação e a importância desse processo na vida dos discentes: “precisamos fazer com que os alunos sejam protagonistas em suas buscas”. Adriano, ainda durante sua apresentação, mostrou os trabalhos realizados por seus alunos do curso de Artesanato. A íntegra da roda de conversa está disponível no link: https://www.youtube.com/watch?v=OLPTGrAwPHE

 

Permanência, êxito e formação

A terceira atividade do dia iniciou-se às 17h, com a mesa-redonda “Permanência e êxito na EJA”. Na ocasião, o professor e pró-reitor de Ensino do Instituto Federal Fluminense, Carlos Arêas (IFF), e Josué Vidal Pereira, docente do IFG, falaram sobre permanência e êxito, apresentando dados a respeito do assunto. O mediador da mesa foi o professor Joel Barbosa Ferreira (IFMS).

Como ressaltaram os docentes, acesso, permanência e êxito escolar são aspectos fundamentais para a democratização da educação. E foi um consenso entre os professores a necessidade de pensar de modo articulado esses aspectos, observando as especificidades, a identidade, a diversidade, o currículo e o contexto social do público da EJA. A apresentação dos docentes pode ser conferida integralmente no link: https://www.youtube.com/watch?v=pWclSMJsmps  

Como última atividade do Encontro, às 19h45, foi realizada uma conferência sobre “Formação de Professores e Diretrizes Curriculares”. Falaram sobre o tema as docentes Jane Paiva (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) e Márcia Castilho de Sales (Secretaria de Educação do Distrito Federal). A atividade foi mediada pela professora e pró-reitora de Ensino do IFG, Maria Valeska Lopes Viana.

Ao longo da conferência, as docentes convidadas chamaram atenção para a importância de questionar o cenário educacional atual. Apresentando várias questões em sua apresentação, Jane salientou: “nós não temos respostas prontas. Por isso o questionamento é fundamental”. Jane ainda ressaltou a importância do compromisso político em relação à educação: “ela é um direito de todos, mas não é algo garantido”.

Márcia Sales, em sua fala, procurou refletir sobre o projeto educacional que temos hoje e destacou o quanto este é “destrutivo e mercadológico”. Chamando atenção para a necessidade de mudar esse cenário, a professora, em consonância com o que Jane havia destacado, também apresentou algumas questões importantes sobre a formação dos professores e o processo de aprendizagem dos discentes. A atividade pode ser conferida na íntegra no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=ccvQsWgZHmM  

 

Realização

O Encontro foi realizado pelo Projeto Formação EJA/IFG com o apoio do Instituto Federal de Brasília, Instituto Federal de Mato Grosso e do Instituto Federal do Mato Grosso do Sul. Apoiaram o evento também a Secretaria de Estado de Educação de Goiás (SEDUC) e as Secretarias Municipais de Educação de Goiânia, Inhumas, Luziânia, Senador Canedo, Novo Gama e Cidade Ocidental.

 

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.

Fim do conteúdo da página