Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Servidores do Câmpus Goiânia produzem álcool em gel que será doado para profissionais da saúde
Início do conteúdo da página
COVID-19

Servidores do Câmpus Goiânia produzem álcool em gel que será doado para profissionais da saúde

  • Criado: Terça, 14 de Abril de 2020, 07h36
  • Última atualização em Terça, 28 de Abril de 2020, 20h12

Toda a produção de álcool em gel 70% será realizada até o mês de junho nos laboratórios da unidade

Câmpus Goiânia do IFG começou a produção de álcool em gel 70% no dia 23 de março. Toda a produção será  doada para profissionais da rede pública de saúde de Goiânia.
Câmpus Goiânia do IFG começou a produção de álcool em gel 70% no dia 23 de março. Toda a produção será doada para profissionais da rede pública de saúde de Goiânia.

Grupo composto por 10 servidores do Câmpus Goiânia do Instituto Federal de Goiás (IFG) colabora nas ações institucionais para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) em Goiás e produzem álcool etílico em gel 70% INPM, com objetivo de doar a produção para profissionais da rede pública municipal de saúde de Goiânia. Utilizando os laboratórios da área de Química do câmpus, os servidores já fabricaram cerca de 230 litros de álcool em gel 70%, que foram distribuídos em 1.150 frascos de 200 ml cada. A proposta do grupo é desenvolver semanalmente cerca de 100 frascos até o final do mês de junho.

O objetivo do projeto é fabricar álcool em gel 70% INPM e também álcool 70% glicerinado até o final do mês de junho. A produção será doada aos profissionais da rede pública de saúde de Goiânia.

 

Do Câmpus Goiânia do IFG, integram o projeto os servidores: Alessandra Rodrigues Duarte, Ghesley Jorge Xavier, Joema Rodrigues Cardoso Santos, Marcus Vinicius Ramos, Emiret Otoni de Faria, Mônica Pereira Soares, Murilo Feitosa Cabral, Waléria Rodovalho, todos com formação na área de Química. A iniciativa conta também com a participação das servidoras das áreas de Meio Ambiente e Física do câmpus, Martha Araújo Batista Prado e Regina Célia Magalhães Marinho Cavalcante, respectivamente. A ação envolve a articulação realizada pela diretoria-geral do Câmpus Goiânia para a destinação de recursos a serem investidos no projeto.

A iniciativa dos servidores começou no dia 20 de março, com a elaboração do projeto de fabricação do álcool em gel. A ação teve que aguardar os trâmites recomendados pelos órgãos sanitários, e a produção iniciou no dia 23 do mesmo mês, nos laboratórios do câmpus.

O intuito do projeto é contribuir para a redução da disseminação do novo coronavírus, beneficiando os profissionais da rede pública de saúde que fazem parte das atividades essenciais e estão diretamente envolvidos no enfrentamento contra a Covid-19. O álcool em gel 70% é um antisséptico indicado para auxiliar na prevenção da Covid-19, para higienização das mãos. Esta ação faz parte de um conjunto de medidas adotadas pelo Câmpus Goiânia do IFG  visando contribuir com a prevenção e o combate aos impactos da pandemia dessa doença.

Toda a produção será doada gratuitamente à Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia. A proposta é que as doações de álcool em gel atendam aos profissionais da saúde do Hospital Filantrópico Materno de Anápolis, da Vila São Cotolengo, do Centro Estadual de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) e do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Além de ser uma ação institucional do Câmpus Goiânia do IFG, o projeto integra também a campanha #QuímicaSolidária, desenvolvida pelos Conselhos Regionais de Química do país, com o objetivo de articular parcerias entre universidades e institutos federais para a produção de álcool em gel 70%, a ser doada a entidades filantrópicas e profissionais da saúde.

Com o apoio legal da campanha e do Conselho Regional de Química da 12ª Região, o servidor Marcus Vinicius Ramos, que é bacharel em Química, foi certificado como responsável técnico pela fabricação de álcool em gel 70% INPM e álcool 70% glicerinado desenvolvido no Câmpus Goiânia do IFG, para fins exclusivos de doação a entidades da saúde pública.

Alguns dos servidores que integram o projeto: Ghesley Xavier, Joema Santos, Marcus Vinicius Ramos,  Regina Célia Marinho e Martha Prado.


Investimentos

No primeiro lote, foram produzidos, ao todo, 230 litros de álcool em gel 70% INPM, que serão doados em 1.150 frascos de 200 ml. Cada 1 litro de álcool em gel fabricado preenche 5 frascos de 200 ml. A expectativa é de que as doações para a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia ocorram nesta segunda quinzena de abril.

Para o desenvolvimento desse primeiro lote, além de recursos do orçamento do próprio Câmpus Goiânia do IFG, foram angariadas também contribuições financeiras junto a instituições parceiras, como: o Sindicato dos Trabalhadores em Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica – Goiás (Sintef-GO) e o Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado de Goiás ( SINT-IFESgo). O projeto conta também com o apoio da Comissão Interna de Saúde do Servidor Público (CISSP) do Câmpus Goiânia do IFG e do Conselho Regional de Química – 12ª Região.

O valor investido em insumos foi de R$1.500 para a primeira remessa de álcool em gel fabricado no câmpus. Para os demais lotes que serão produzidos até o final do mês junho, o IFG recebeu recursos da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério da Saúde, por meio de Termos de Execução Descentralizada (TEDs). Parte desses recursos, no valor de R$ 30.038, será aplicado na compra de insumos e equipamentos para o desenvolvimento do projeto de fabricação de álcool em gel 70% no Câmpus Goiânia do IFG.

A diretora-geral do Câmpus Goiânia do IFG, professora Maria de Lourdes Magalhães, destaca que a comunidade do câmpus está toda comprometida para o enfrentamento da Covid-19. “Por sermos uma instituição pública e especializada na oferta de uma educação profissional e tecnológica, nosso papel, como instituição de ensino, é disponibilizar para a sociedade todos os nossos serviços e essa expertise em pesquisa que nós temos. E esse é o nosso compromisso, que é devolver à sociedade todo esse investimento que é feito nas instituições”.


Coordenação de Comunicação Social do Câmpus Goiânia do IFG.

Fim do conteúdo da página